Relaxamento progressivo de Jacobson (2)

Relaxamento aplicando tensão nos grupos musculares

Os exercícios seguintes deverão ser repetidos 3 vezes, com contração na inspiração e descontração na expiração: 


Contração do braço – Durante a inspiração, flexionar lentamente o braço direito fechando a mão como se fosse dar um soco, contraindo o braço, punho e mão, vigorosamente.

Durante a expiração, estender e descontrair o braço, voltando à posição de repouso. Repetir 3 vezes.

Após alguns segundos de repouso, fazer o mesmo exercício com o braço esquerdo. 


Contração das pernas, com flexão dos pés – Fazer uma flexão vigorosa do pé direito, elevando o dedão em direção ao rosto, na inspiração.

Estender o pé e descontrair todo o membro na expiração. Fazer o mesmo exercício com a perna esquerda. 


Contração das pernas, com extensão dos pés – Fazer uma extensão do pé direito e flexão dos artelhos, semelhante ao movimento que as bailarinas fazem no balé clássico.

Contrair também vigorosamente a panturrilha ( barriga da perna).

Descontrair lentamente na expiração.

Fazer o mesmo exercício com a perna esquerda.


Contração dos glúteos – Contrair vigorosamente os glúteos como na posição de “sentido” dos soldados.

Descontrair suavemente, na expiração. 


Peito para a frente – ( em direção ao teto) no mesmo estilo que os militares fazem na posição sentido, mas exagerando a contração.

Depois, descontrair a musculatura lentamente. 


Levantamento dos ombros – Levantar os ombros, simultaneamente, tentando encosta-los nas orelhas. Voltar ao repouso lentamente, acompanhando a expiração. 


Flexão do pescoço – Flexionar o pescoço, colocando o peito junto ao queixo.

Voltar à posição inicial, na expiração, lentamente. 


Extensão do pescoço – Estender a cabeça para trás procurando aproximar a parte mais alta da cabeça do leito. Voltar lentamente à posição normal, na expiração. 


Contração da face – Aqui temos 3 variedades.

Pode se escolher uma delas, ou mesmo fazer as 3.

Na inspiração, contração; na expiração, volta-se à posição normal, suavemente.


Riso sardônico – Fazer uma careta, forçando as rimas bucais em direção às orelhas. 


Focinho de Quati – Usamos analogia para dar ideias da contração de todos os músculos da face em torno do nariz, tentando imitar o focinho desse animal. 
Movimento facial iogue – Consiste em abrir a boca ao máximo e projetar a língua para fora e para baixo ( careta do Eisntein).

Ao mesmo tempo em que abrimos os olhos e voltamos os globos oculares para a testa.” 


Pestanejamento sincrônico (baseado em Braid) 

Basta pedir ao cliente que ele olhe fixamente um ponto (acima da linha dos olhos), abrindo e fechando as pálpebras enquanto se procede a uma contagem lenta e progressiva. (contar até mais ou menos 30 vezes, devagar ).

Quando não aguentar mais ou quando finalizar a contagem manter os olhos fechados. 


Contagem (pode ser usada como indução ou como aprofundamento) 

Existem inúmeras formas de fazer a contagem. Isso depende do nível e rapidez de transe do cliente.

A ideia é fazer a contagem regressiva a partir de um número aleatório grande ( tipo 1000 ou então número quebrado como 348). A cada número faça com que o cliente relaxe ( exemplo: “ a cada número você percebe que relaxa mais e mais” ).


Para clientes mais “resistentes” coloque mais elementos para “dificultar”, como números pares com uma cor e impares com outra, contar de três em três, ou então colocar sons e imagens... 
 

Endereços:​

Barueri

Alameda Grajaú, 60 Cj 907 - Alphaville Industrial

Tel.: (11) 2680-2888

São Paulo

Avenida Paulista 2073, São Paulo

Ed. Horsa 2 cj. 101 Edifício Louis Pasteur.

Tel.: (11) 3179-0101

 (11) 97473-7447

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon